30.12.08

Nas cavernas do mar



Nas cavernas do mar
há uma sede,
há um amor
há um êxtase
inabalável como as conchas
que você segura na palma da mão.




Nas cavernas do mar
durante dias contemplei teus olhos,
e não nos conhecemos.


Giórgos Séferis


Taduzido por:Priscila Manhães

Um comentário:

katy disse...

Seu blog é um encanto!!
"Te desejo uma fé enorme,
em qualquer coisa,
não importa o quê,
como aquela fé que a gente teve um dia,
me deseja também uma coisa bem bonita,
uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo,
que nos faça acreditar em tudo outra vez."

Caio Fernando Abreu